Central 1746 comemora sete anos de atendimento ao cidadão

 23/03/2018 /   Notícias
Compartilhar:       Imprimir


A Central 1746 completa, nesta sexta-feira (23), mais um ano de atendimento ao cidadão. São sete anos ouvindo histórias e entendendo o desejo do carioca para uma cidade melhor. O sistema consolidou-se como o principal canal de comunicação entre o cidadão e a Prefeitura do Rio.

Desde sua criação, a Central 1746 registrou mais de 15 milhões de atendimentos. São oferecidos mais de 1.500 tipos de serviços e informações disponíveis ao cidadão, fornecidos pelos 168 operadores que trabalham 24 horas por dia, nos sete dias da semana.

O cidadão carioca que aciona a Central 1746 exerce o papel de “síndico da cidade” fazendo solicitações para melhorias constantes no município. Os serviços mais pedidos são remoção de entulho, fiscalização de estacionamento irregular, reparo de lâmpada apagada e limpeza urbana. A satisfação da população com o 1746 atingiu 94% e 73% com os serviços prestados pela Prefeitura do Rio.

Há dois anos ouvindo e fazendo o atendimento direto ao cidadão, o operador Ariel Fernando dos Santos, de 23 anos, atende 70 ligações, em média, por dia e coleciona histórias pra contar.

– Eu ouço o que o cidadão tem a dizer, como se fosse um psicólogo. De maneira geral, o convívio com o cidadão é muito bom. Aqui tenho muita história. As mais marcantes são os casos do Programa Cegonha Carioca. É muito legal quando a gente acompanha o atendimento da gestante e, até mesmo, quando a gente vê a ambulância pela rua – contou.

Os atendentes que já estão há mais tempo no atendimento ao contribuinte também auxiliam os operadores que estão chegando, como é o caso da Thais Lima dos Santos, de 21 anos. A atendente, que já trabalhava no call center do seguimento de telecomunicações, está na operação da Central 1746 há pouco mais de 20 dias e sentiu a diferença no atendimento.

– É uma diferença muito legal. Aqui é bem mais puxado porque são vários assuntos. Existem coisas que eu nem sabia que existia. Eu sabia que existia o 1746, mas não exatamente para quais serviços ele servia para o cidadão. A gente passa a olhar tudo diferente, sabe que tem um atendimento que pode te ajudar – disse.

Durante estes sete anos foram implantadas diversas melhorias e criados outros canais de atendimento para facilitar a vida do carioca. A Central 1746 segue trabalhando para melhorar cada vez mais seus processos e sistema, como explica o coordenador técnico, Gustavo Miranda.

– A Central 1746 proporcionou ao cidadão facilidade de comunicação, possibilidade de acompanhamento de prazos dos serviços. O contribuinte sabe que a prefeitura está registrando o que ele está demandando e serve ainda como subsídios para ações de políticas públicas – explicou.

Os serviços que abrangem toda a cidade envolvem o esforço de 27 órgãos municipais. Deste total, os mais demandados são a Comlurb, Guarda Municipal, Rioluz, Secretaria de Conservação e Meio Ambiente (Seconserma) e de Transportes (SMTR).

Atualmente, o cidadão pode entrar em contato com a Central 1746 por meio de quatro canais: o telefone 1746, o portal, o aplicativo e o atendimento presencial nas 33 Regiões Administrativas distribuídas pela cidade.

Nestes sete anos de existência, o personagem principal desta história é o cidadão. Por isso, é fundamental que o contribuinte continue fiscalizando a cidade e entrando em contato com a Central 1746 por meio dos canais de atendimento disponíveis.

Veja também ...